Sorri pensando em você

Me perguntaram se é amor, e eu sorri, sorri pensando nele, sorri pensando em nós, sorri pensando em como foi bom, e também, em como de alguma forma ruim, sorri, com meu sorriso mais melancólico e esquisito, mas ainda assim, sorri. Sorri porque me lembrei das inúmeras vezes em que de alguma forma quis matar você, pelo dom natural que você tem de me irritar, e também de me fazer esquecer que eu já quis te matar.

Sorri porque me lembrei daquela música ridícula que eu adorava, mas pelo fato de ouvir você cantando para outra pessoa, me fez ficar com muito ódio da música da pessoa e de você. Sorri porque me lembrei daquela vez em que me olhou com desejo pela primeira vez, me lembrei de como meu corpo respondeu instantaneamente, como se tudo o que ele quisesse era ser tocado por você.

Sorri porque me lembrei do ciúmes que me causou, e de como tentei esconder, falhando drasticamente. Sorri porque me lembrei do conforto que me deu nos dias nublados, me lembrei do ombro amigo, me lembrei das palavras sinceras, me lembrei de como era bom ter você participando da minha vida. Sorri porque me lembrei que do meu creme você se apossou, e ainda dizia que nem cheiroso ele era, sorri porque por sua causa me obriguei a comprar um que tivesse uma fragrância que te agradasse, mesmo que não fosse o meu preferido. Sorri porque nesse momento, meu coração escolheu você.

Sorri porque me lembrei do nosso beijo, primeiro e único, me lembrei da paz que me deu, me lembrei dos nossos lábios a se esticarem em um riso gostoso, com nossas bocas unidas. Aquilo foi tão bom! Sorri porque me lembrei de como tudo começou, me lembrei de quando você me chamou de amor, me lembrei de como me senti quando me chamou assim, me lembrei que pedi aos céus que aquilo se tornasse real, e que algum dia eu pudesse ser de fato seu amor. Sorri porque quis tanto você que meu peito chegava a doer, eu quis tanto você que acabei enfiando os pés pelas mãos, mas quem é que nunca fez isso? Quem é que nunca se atrapalhou por um amor?

Eu sorri, e não respondi. Acho que amor é um sentimento muito bonito para se expressar com palavras, palavras o vento leva, atitudes não. Então eu sorri, e desejei no meu coração que você soubesse a resposta, desejei em meu coração que cada atitude minha tivesse falado mais alto do que as palavras que eu nunca fui capaz de te dizer. Eu sorri e pedi baixinho a Deus que meu amor não fosse tão secreto assim, e menos ainda não correspondido.

Sorri, e desejei reciprocidade.

Autora: Andressa Barros

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Encontrou erro em alguma publicação ou gostaria de fazer alguma sugestão para o nosso blog? Entre em contato conosco.