O amor não está na posse, mas sim na apreciação

Sabe, hoje existem muitos textos sobre amor. Sobre os milhares de pontos que rodeiam esse sentimento tão intenso quando verdadeiramente sentido. Quando somos atingidos por essa fusão de sentimentos que é o amor nos vemos muitas vezes perdidos. Sim, imagine um deserto onde você olha pra todos os lados e só vê areia e lá na frente, há alguns metros de distância, está a pessoa que você ama, não importa se você está perdido no meio do nada, aquela pessoa está ali e a partir disso você tem plena certeza que tudo ficará bem.

Mas e quando amamos incontrolavelmente e não podemos ter? Isso acontece todos os dias, a cada segundo que se passa desse tempo que nos convém há uma pessoa pensando em alguém dessa forma. Há alguma pessoa amando outra e não tendo-a.

Dante passou dos 9 anos de idade até o fim de sua vida apaixonado por Beatriz, moça essa que nunca iria pertencer a ele. Não por que ela não queria, mas sim pelo simples fato de que na antiguidade as moças eram arranjadas para casar e Dante nunca seria esse cavalheiro. Você imagina? viver a vida inteira amando uma pessoa e não tê-la? Ele se casou, mas a maioria de suas obras eram inspiradas e descaradamente feitas para Beatriz.

Acho que o amor é um sentimento que quando verdadeiro você consegue viver sem a pessoa que você ama, estranho, mas verdade. Quando você se vê em uma situação como a de dante você acredita nessa possibilidade. Hoje os dias mudaram, sim, não precisamos mais de casamentos arranjados, porém as vezes não somos correspondidos, simplesmente não podemos ter aquilo que mais queremos, e isso dói. As vezes temos que deixar o tempo nos trazer todas as respostas, mas sem nunca esquecer que ele passa por nós sem dó.

Muitas vezes nos deparamos com situações que nos ferem, e o pior é quando a pessoa que amamos é a responsável por essa dor. Em minha vida, até o presente momento, só amei uma pessoa, ele já me feriu de todas as formas imagináveis, porem continuo o amando e o querendo feliz tanto quanto antes, mesmo que isso signifique não estar ao meu lado.

Por isso dizem que o amor é um dos sentimentos mais puros que existem, quando se ama de verdade não existe maldade, não existe vingança e se você sentir isso pela pessoa que ama possivelmente não entende o sentimentos que sente.

Confundimos muito amar e gostar de alguém, confundimos nossa possessividade com uma declaração de amor. Mas ha muito tempo não entendemos que a pessoa que a gente ama não nos pertence. Cada um de nós é algo único e feitos pra viver livres, só quem sofre com distúrbios de possessividade entende o quanto é difícil sentir que aquela pessoa não é nossa.

Mas quando entendemos isso passamos a compreender também o amor. Como minha vó diz, precisamos de uma vez por todas entender que ninguém é de ninguém, o ciúmes e a possessividade só levam a sentimentos ruins pra nós mesmos.

Precisamos entender que pra amar precisamos deixar estar. Já existe um provérbio que diz “Se você ama uma flor não a colha, pois se você colhê-la ela morre e deixa de ser o que você ama”, então deixe estar, o amor não está na posse e sim na mera apreciação. Guarde pra si que amar é estar junto, é apreciar, é sentir e não ter e também, quando chega a hora, é deixar partir, pois as vezes não importa o quanto a gente ame alguém, se ele não pode amar do mesmo jeito, viver com esse alguém que não consegue amar você é mais solitário do que viver só.

Autora: Vanessa Rudger
Blog: Armário dos Sonhos